Gratidão

Frase com o tema do post.

Por muito tempo, eu usei um papel de parede com a frase: “a felicidade está a uma escolha“. É a ideia de que a felicidade está SEMPRE ao nosso alcance, não importa o que esteja acontecendo.

Há uma época em que eu me sentia tão perdida que é até difícil lembrar de detalhes. Talvez eu mesma tenha bloqueado as memórias ou, como diz Abraham-Hicks, quando mudamos a frequência, aquilo que não mais combina com ela se torna inacessível pra nós.

Enfim, não obstante, me recordo perfeitamente de um dia, logo após a faculdade , durante meu período sabático. Estava muito feliz de estar em casa, mas triste pelo feliz do meu namoro – o único sério que já tive até hoje.

Meu pai entrou em meu quarto para me desejar bom dia antes de sair pra trabalhar e eu comecei a chorar quando ele me beijou a testa. Só conseguia dizer o quão infeliz estava me sentindo. Perdida, sem propósito. Insegura de ter meu primeiro emprego, tudo parecia impossível. E eu só chorava.

Chorei por um bom tempo. E depois, passou. É um dos momentos em que consigo perceber o quão longe estou daquela pessoa. Naquele momento, não tinha NENHUMA das ferramentas que tenho hoje. Tampouco sabia do “segredo” para felicidade: gratidão.

Se é verdade o que o Abraham-Hicks fala sobre Lei da Atração. É preciso praticar um pensamento por 17 segundos até que ele passe a atrair para si pensamentos de igual vibração.

É uma ideia bem interessante e não deixo de comparar com a “Espiral de Conflito” sobre a qual aprendi durante o curso de mediação da EJURR. Durante a mediação, temos que evitar que uma fagulha vire fogo ou que um desentendimento desencadeie em uma briga.

A ideia da lei da atração nada mais é do que essa noção, mas ao contrário. Podemos chamar de “Espiral da Gratidão”.

Ao apreciar e buscar motivos pelos quais somos gratos, treinamos nossa mente para buscar mais motivos pelos quais seremos gratos. Uma coisa puxa a outra.

Pode ser algo simples, como, por exemplo, quando vou lavar as mãos ou escovar os dentes. Me sinto extremamente privilegiada por poder simplesmente abrir a torneira e a água sair! Que luxo!

Ou mesmo algo mais difícil, como, por exemplo, toda minha família ter sido acometida pelo COVID, meu avô ter falecido e meu pai ter ficado em estado gravíssimo. O que há de bom nisso? O reconhecimento do carinho e dedicação dos amigos e familiares. Receber todo carinho, amor, apoio daqueles que nos acompanhavam à distância…

Perceber que sim, sou capaz de lidar com QUALQUER situação que a vida me traga – ou eu atraia, depende do seu ponto de vista.

No meio de todo turbilhão, eu me senti FELIZ! Grata pelos profissionais de saúde que nos atenderam, grata pelos amigos e familiares que nos ajudaram de todas as maneiras possíveis, grata pela minha capacidade de organizar um enorme volume de informações novas.

Grata pela oportunidade de desvelar novos talentos e novas capacidades, que até então, eu não só não sabia que tinha – julgava não tê-los!

Foi uma longa jornada e talvez este não seja “o segredo”, mas é uma ferramente importante para o meu dia-a-dia. Desde o mês de junho, eu nunca mais fui a mesma. Ainda é difícil falar sobre todas as maneiras como o COVID-19 transformou minha vida, mas sou GRATA por tudo o que ele me trouxe e pela oportunidade de me mostrar um pouco mais a mim mesma. E isso sim, me faz MUITO feliz!

Um forte abraço a todos!

[Prática Forense] Roteiro para Regidir Alegações Finais

Eu DETESTAVA Processo Civil na faculdade. Eu aprendo muito melhor conforme vou praticando e, por isso, me surpreendi ao perceber o quanto – na prática – eu adoro Processo Civil.

Escrever é uma de minhas atividades favoritas e fazer isso no processo é multidisciplinar: envolve estratégia, lógica, argumento e redação! Ah! A-DO-RO!

Ao redigir Alegações Finais o meu plano é o seguinte, independente por qual parte estou atuando:

  1. Reler peças inaugural e de defesa;
  2. Relatar o Processo, indicando as provas e os movimentos de cada documento;
  3. Responder:
    • Qual é o pedido?
    • Qual é a causa de pedir?
    • Que fatos e/ou provas suportam cada tese?
    • Qual é minha tese?
    • Qual é o meu argumento mais contundente?
  4. Pesquisa de Jurisprudência atualizada;
  5. Redação da Peça.

Cada ponto tem o seu propósito, mas antes de iniciar qualquer redação o elemento mais importante que preciso ter é clareza mental. Preciso saber exatamente de onde estou vindo e para onde estou indo para que minha peça seja clara e objetiva, do contrário, há grandes chances de me deter em pontos e narrativas que não são necessariamente relevantes para o Processo e o Julgador.

Pessoalmente, a redação de peças processuais é algo que adoro. É uma criatividade com objetivos o que é extremamente interessante, na minha opinião! Espero que se divirtam tanto quanto eu com suas peças e, claro, sucesso sempre!

Forte abraço aos colegas!

Minha Primeira Exibição Virtual

Galerias

Olá, amigos!

Essa quarentena me inspirou muito a explorar minha expressão artísticas (não serve só pra criar tese jurídica não!) e criei minha primeira Galeria Virtual com os quadros que eu já havia postado aqui.

Uni a primeira sala com as músicas da minha irmã – que eu amo demais – cujas letras são extremamente inspiradoras. Espero que visitem e gostem muito!

Um forte abraço! ❤

Minha Monografia na Faculdade: Contratos Internacionais

Estou me inscrevendo para um Mestrado no Exterior e resolvi rever meus trabalhos acadêmicos. Dentre eles, minha monografia da faculdade. Não é a versão finalizada, mas decidi compartilhar com vocês.

Foi um trabalho que amei MUITO fazer, com orientação de uma das minhas professoras preferidas na faculdade.

Este slideshow necessita de JavaScript.